SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 17:45

Marcas de cigarro

Compartilhe:

Untitled-1A Philip Morris estaria pressionando plantadores de tabaco do Rio Grande do Sul a reduzir os preços do insumo. Em um período eleitoral, mexeu num vespeiro. Na outra ponta deste cigarro estão pequenos produtores rurais, que operam no regime de agricultura familiar. Formalmente, a Philip Morris nega qualquer atrito com os fornecedores.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 17:10

Presidente da Cemig a caminho da Eletrobras

Compartilhe:

Untitled-1É impressionante a mudança de humor de Djalma Morais (foto), presidente da Cemig. Há coisa de um mês, estava macambúzio e se preparava para arrumar as gavetas e deixar a estatal mineira, sem destino definido. Agora, está radiante e já fala como presidente da Eletrobras num eventual governo Aécio Neves.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 16:27

Couraça de rinoceronte

Compartilhe:

Untitled-1A Amazon calcula que sua operação de venda de livros físicos no Brasil, iniciada há cerca de dois meses, só começará a dar lucro lá para o fim de 2015. Qual o problema? Os prejuízos nesse período não vão fazer nem cócegas na contabilidade da empresa.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 14:45

PSDB flerta com Feldman

Compartilhe:

Untitled-1A proximidade na campanha eleitoral pode reatar uma antiga relação: o PSDB está tentando atrair Walter Feldman (foto) de novo para o ninho tucano.

 

 

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 14:39

Carrefour versão amazônica

Compartilhe:

Untitled-1O Carrefour descobriu a Amazônia. Além da inauguração de uma loja do Atacadão em Belém, o grupo prepara a abertura de um hipermercado também na capital paraense. Os franceses já negociam a compra de um terreno na Rodovia Augusto Montenegro, uma das principais da cidade. Será a primeira unidade com bandeira Carrefour em todo o estado. Se der certo, outras virão.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 12:01

“Bolsa-servidor”

Compartilhe:

Untitled-1Atrás nas pesquisas para o governo do Distrito Federal, Jofran Frejat (foto) tem prometido mundos e fundos para o funcionalismo público. Já teria sinalizado uma série de aumentos escalonados para os empregados de concessionários estatais, caso da distribuidora de energia CEB. Tenta, assim, seduzir uma parcela do eleitorado que andou às turras com o atual governador e carta fora do baralho da disputa eleitoral, Agnelo Queiroz.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 11:22

E agora, Tereos?

Compartilhe:

Untitled-1Está chegando a hora da verdade para a Tereos. Em 2015, a Petrobras Biocombustível concluirá o aporte de R$ 1,5 bilhão referente à compra de uma participação na Açúcar Guarani, dos franceses. Após um longo período sem colocar a mão no fundo do bolso, a Tereos terá de mostrar o tamanho do seu apetite no Brasil. No setor, o que se diz é que não é dos maiores.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 10:23

Funcionários e aposentados dos Correios pedem intervenção no Postalis III

Compartilhe:

Untitled-1O fundo de pensão rebate e afirma que esses recursos estão contingenciados no balanço. Como problema pouco é bobagem, uma auditoria independente fez ainda ressalvas a investimentos realizados nos fundos FCVS e RN Naval, informação confirmada pelo Postalis. Com a notificação dos funcionários e aposentados dos Correios e o pedido de intervenção formalizado junto à Previc, o cerco ao presidente do Postalis, Antônio Carlos Conquista, se fecha ainda mais. O executivo é duramente questionado pelo Conselho Deliberativo do fundo de pensão. Dois dos seis conselheiros – Tânia Munari, indicada pelos empregados da estatal, e Marcos Antônio Rocha, designado pelos Correios -reprovaram as contas gerais do exercício de 2013. Em 28 de julho, durante a 7ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo, os dois chegaram a pedir a exoneração de toda a diretoria executiva. O próprio Postalis confirma que Tânia Munari e Marcos Antônio Rocha recusaram as contas do ano passado e solicitaram a saída dos dirigentes do fundo.

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 09:23

Funcionários e aposentados dos Correios pedem intervenção no Postalis II

Compartilhe:

Untitled-1O Postalis – maior fundo de pensão do país em número de participantes (140 mil) – está em erupção desde 2012, quando registrou perdas de R$ 1 bilhão. De lá para cá, outros R$ 790 milhões teriam se somado a esta contabilidade. Formalmente, a fundação diz "desconhecer esse valor". Na tentativa de reduzir o déficit, os 80 mil integrantes do Plano de Benefícios Definido estão fazendo desembolsos adicionais de, no mínimo, R$ 5,90 por mês – a cota extra não tem prazo para terminar. A coleção de desacertos da gestão do Postalis é das mais sortidas. O fundo teve um prejuízo de aproximadamente R$ 200 milhões em títulos privados argentinos. Também perdeu dinheiro com aplicações no finado BVA. Neste caso, o Postalis garante ter recuperado boa parte dos recursos. Mas admite que um montante da ordem de R$ 25 milhões tem maior risco de perda. Há ainda um valor de R$ 453 milhões referentes a títulos privados vencidos e não recebidos, que, segundo associados da fundação, não teriam sido provisionados.

 

 

 



SEXTA-FEIRA, 24 10 DE 2014

Finanças | 08:13

Funcionários e aposentados dos Correios pedem intervenção no Postalis I

Compartilhe:

Untitled-1A crise do Postalis ganhou ainda mais combustível. As três principais entidades representativas dos funcionários dos Correios e dos beneficiários do fundo de pensão – Anapost, Findect e Adcap – entraram com uma notificação conjunta na Superintendência Nacional da Previdência Complementar (Previc). Conforme o RR antecipou na edição nº 4.925, o trio formalizou o pedido de instauração de procedimento administrativo para averiguar as contas da fundação. No documento encaminhado à Previc, as entidades solicitaram, em caráter extrajudicial, a intervenção no Postalis. Procurada pelo RR, a Adcap confirmou a notificação à Previc. A Findect foi mais explícita: informou ter protocolado o pedido de intervenção, em conjunto com a Anapost e a Adcap, diante das "acusações de má gestão" do fundo de pensão. A Anapost, por sua vez, não se pronunciou.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 17:09

Leite do mesmo copo

Compartilhe:

FAVEEEA paranaense Confepar e a goiana Centroleite teriam retomado as conversações para uma associação, que poderá englobar outras empresas de menor porte. Desta vez, não terão a companhia de peso da Itambé, que, há cerca de dois anos, tentou costurar a criação de um grande grupo de laticínios nacional - projeto do qual Confepar e Centroleite faziam parte.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 16:31

Fundo norte-americano de olho na insulina brasileira

Compartilhe:

Untitled-1O fundo norte-americano KKR teria feito uma proposta para comprar uma participação na Biomm, fabricante de insulina controlada pelo ex-ministro Walfrido dos Mares Guia (foto). A empresa pretende instalar uma fábrica em Minas Gerais no próximo ano. Procuradas, Biomm e KKR não se pronunciaram.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 16:23

Que hora, hein, Lobão?

Compartilhe:

Untitled-1É até de se estranhar que um político com a tarimba de Edison Lobão (foto) tenha mexido nesse assunto logo agora. Mas, segundo um importante executivo do setor elétrico, Lobão sugeriu à presidente Dilma Rousseff a transferência da Indústrias Nucleares Brasileiras (INB) do Ministério de Ciência e Tecnologia para a Pasta de Minas e Energia. Nem sequer recebeu resposta.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 15:33

O tímido apoio de Temer

Compartilhe:

Untitled-1No núcleo da campanha de Dilma Rousseff, a percepção é de que Michel Temer (foto) poderia ter se empenhado um pouco mais na disputa pela reeleição, notadamente para evitar o esfarelamento do apoio do PMDB. Mas não é hora de mexer nesse vespeiro.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 14:26

Menino do Rio

Compartilhe:

Untitled-1Em caso de vitória no domingo, a cúpula do PSDB quer que os festejos sejam em São Paulo. Aécio Neves (foto) prefere BH. Ou o apê de Alexandre Accioly, na Vieira Souto.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 12:39

Falha de comunicação

Compartilhe:

Untitled-1Uma questão relativamente menor está acelerando o processo de desgaste do presidente do Eletrobras, José da Costa Neto (foto), junto ao Ministério de Minas e Energia. Nos últimos dias, políticos dos mais diversos estados têm disparado indignados telefonemas para Edison Lobão. O motivo é a decisão da estatal de cortar as verbas de marketing para 2015 em quase 60%, medida que afetará, sobretudo, veículos de comunicação regionais.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 11:37

Vírus do Ebola se espalha por Wall Street IV

Compartilhe:

Untitled-1 O risco de pandemia tem gerado também uma série de teorias conspiratórias. O pânico em torno da doença estaria sendo usado para diluir questões fundamentais no xadrez da geopolítica , tais como o acirramento dos conflitos na Síria, a greve dos estudantes em Hong Kong, a descoberta de armas químicas no Iraque. Isso para não falar das eleições legislativas nos Estados Unidos, marcadas para 4 de novembro, que ocorrem em um momento politicamente delicado para o presidente Barack Obama (foto).



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 10:32

Vírus do Ebola se espalha por Wall Street III

Compartilhe:

Untitled-1No Brasil, certamente por conta das eleições, o Ebola ainda não contaminou o disse-me-disse dos mercados. Nos Estados Unidos, no entanto, o fato está na ordem do dia, até em razão da repercussão que o caso tomou no país. O ?surto? em Wall Street reflete a percepção de que as autoridades norte-americanas falharam. Quase duas centenas de pessoas que tiveram contato com o liberiano Thomas Duncan (foto), primeira pessoa a ser diagnosticada com o vírus e a morrer por causa da doença no país, foram colocadas sob quarentena. Na última segunda-feira, 43 delas foram liberadas, mas outras 120 permaneceram sob observação.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 09:28

Vírus do Ebola se espalha por Wall Street II

Compartilhe:

Untitled-1Há quem veja sinais do pânico na decisão, na última segunda-feira, quando o Banco Central Europeu iniciou a compra de títulos lastreados em ativos, para injetar fôlego na economia da Zona do Euro. Há ainda a expectativa de que o FED decida estender o programa de recompra de títulos da dívida norte-americana, previsto para ser encerrado neste mês. Neste tubo de ensaio entra também a decepção dos investidores com a menor projeção de crescimento da economia alemã neste ano. Ou seja: os mercados financeiros não estão no melhor da sua imunidade. Não custa lembrar que, na semana passada, o índice do medo ? contrato baseado na volatilidade do Standard & Poor´s 500 ? atingiu o maior patamar desde agosto de 2011.

 

 



QUINTA-FEIRA, 23 10 DE 2014

Finanças | 08:19

Vírus do Ebola se espalha por Wall Street I

Compartilhe:

Untitled-1Wall Street está disseminando mais o Ebola do que a própria África. A banca não tem poupado munição para inocular o vírus na corrente sanguínea dos mercados financeiros. Nos últimos dias, diversas instituições financeiras dispararam relatórios alertando seus clientes para os possíveis impactos do alastramento da doença sobre a economia global e, consequentemente, a própria bolsa. Sem mencionar especificamente o Ebola - e nem seria necessário -, o BofA citou de forma explícita o risco de uma pandemia. Um outro relatório menciona o impacto sobre a aviação civil, devido à suspensão de voos, e seu efeito gerador de uma recessão internacional. A recomendação geral é aguardar, aguardar, aguardar.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 17:32

Arezzo no passo da Via Uno

Compartilhe:

Untitled-1A Arezzo está escaneando todos os números da Via Uno, calçadista gaúcha que está em recuperação judicial há mais de um ano e carrega um passivo de R$ 240 milhões.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 16:19

Royal Scotland Bank prepara sua entrada no Brasil

Compartilhe:

Untitled-1O Royal Scotland Bank está à procura de ativos bancários no Brasil. É ciceroneado por um ex-executivo de alta patente do finado Banco Real.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 15:14

Desfalque à vista no Gávea Investimentos

Compartilhe:

Untitled-1Não, o título acima não é uma referência a Armínio Fraga, já nomeado para o Ministério da Fazenda de um eventual governo Aécio Neves. Piero Minardi (foto), que comandava o private equity do Gávea Investimentos, deverá assumir o comando da Warburg Pincus no Brasil em janeiro, quando acabar sua quarentena. Melhor! Assim terá tempo para recrutar os executivos que pretende tirar da antiga casa. Procurada, a Warburg não quis se pronunciar.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 14:10

Que ano para a Fiat!

Compartilhe:

Untitled-1Além da marcha a ré no segmento automotivo, a CNH, divisão de máquinas agrícolas do Grupo Fiat, já acumula uma queda de 10% das vendas entre janeiro e setembro. Nada que não possa piorar um pouquinho mais até dezembro. Consultada, a CNH confirmou que "suas vendas acompanharam a tendência de queda do mercado".

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 12:08

Zara versão doméstica

Compartilhe:

Untitled-1O espanhol Amancio Ortega (foto), dono da Zara, não se contenta em vestir os brasileiros. Quer também estar em suas casas. A Inditex, de Ortega, vai abrir cinco lojas da Zara Home no país em 2015, chegando a 12 pontos de venda. Recomenda-se à empresa, que teve o nome envolvido em denúncias de trabalho escravo, escolher bem os fornecedores das novas lojas. Consultada, a Zara não quis comentar as informações.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 11:21

Cana sem açúcar

Compartilhe:

Untitled-1O próximo balanço da Abengoa Brasil promete fortes emoções. A empresa estaria operando com um prejuízo mensal da ordem de R$ 20 milhões em sua divisão sucroalcooleira. É por essas e outras que os espanhóis querem pular fora dessa lavoura. O RR entrou em contato com a Abengoa, mas a empresa não se pronunciou.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 10:22

Roger Agnelli é o nome de Aécio para a Petrobras

Compartilhe:

Untitled-1O nome de Roger Agnelli (foto) está cotado para assumir a presidência da Petrobras em um eventual governo Aécio Neves.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 08:33

Roupa suja a Camargo Corrêa lava em casa II

Compartilhe:

Untitled-1Ao trazer a direção da Tavex para perto de sua vista, o alto-comando da Camargo Corrêa espera aprumar um negócio que tem sido mais problema do que solução. E não é por falta de aperto. Mudanças de gestão e programas de corte de custo passaram a fazer parte da rotina da companhia, mas sem surtir os efeitos desejados. A Tavex caminha para fechar no vermelho pelo quarto ano consecutivo. Se serve de consolo, as vendas deverão crescer cerca de 10%, contra uma queda de 15% no ano passado. Além disso, ao longo de 2014, a Camargo Corrêa conseguiu reduzir em aproximadamente 20% a dívida líquida da empresa, hoje na casa dos 230 milhões de euros. O RR entrou em contato com a Camargo Corrêa, mas a companhia não retornou.

 

 



QUARTA-FEIRA, 22 10 DE 2014

Finanças | 08:20

Roupa suja a Camargo Corrêa lava em casa I

Compartilhe:

Untitled-1Enquanto acompanha os desdobramentos da Operação Lava Jato, que ainda deve dar muito pano para manga, a Camargo Corrêa avança na reestruturação de seus negócios no setor têxtil. Após o fechamento de capital da Tavex nas bolsas de Madri, Valência e Bilbao, o grupo vai transferir para o Brasil o centro de decisões da fabricante de tecidos denim, sua controlada. Os planos incluem ainda o fechamento de uma das fábricas da companhia no exterior. A principal candidata à degola é a unidade da Argentina - as demais plantas internacionais ficam na Espanha, Marrocos e México. O mercado argentino passará a ser atendido pela produção brasileira. Aliás, uma boa notícia para os funcionários da Tavex no Brasil: ao menos por ora, a Camargo Corrêa não cogita a desativação de qualquer uma das quatro fábricas no país.

 

 



TERÇA-FEIRA, 21 10 DE 2014

Finanças | 17:30

Da latinha para a caixa de leite

Compartilhe:

Untitled-1A paranaense Spaipa, uma das maiores distribuidoras de refrigerantes da Região Sul, planeja entrar no setor de laticínios. O projeto passa pela construção de fábricas próprias.